Em defesa do SUS




Capital paulista recebe Oficina de Planejamento Regional Integrado

Capital paulista recebe Oficina de Planejamento Regional Integrado

Aconteceu na manhã dessa quarta-feira (18) a oficina de Planejamento Regional Integrado (PRI), com diretores, representantes regionais, assessoria técnica e apoiadores do COSEMS/SP e articuladores e diretores regionais, coordenadores das áreas técnicas e o secretário adjunto da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo (SES/SP) e a coordenadora técnica do CONASS, Lourdes Almeida. O encontro contou com mais de 140 participantes e foi realizado no CEFOR da Vila Mariana, na capital paulista.

A Oficina teve o objetivo de resgatar o histórico do processo de regionalização e avaliar o cenário e perspectivas para o desenvolvimento do PRI no estado sob as premissas: transparência e gestão solidária.

“Estamos passando por um momento sensível no estado de SP do ponto de vista financeiro. Tudo depende de um planejamento adequado. É fundamental a cooperação e empenho bipartite. Precisamos avaliar, fazer um diagnóstico das regiões, das redes de atenção, das linhas temáticas. O estado tem comprometimento com o planejamento efetivo. Somos a vanguarda do país”, disse José Eduardo Fogolin, presidente do COSEMS/SP.

Para o secretário adjunto do estado, Alberto Nakamura, a oficina se mostra como a possibilidade de estabelecermos um planejamento apropriado e de forma conjunta. “Existe a dificuldade financeira e de recursos humanos”, avaliou.

De acordo com a coordenadora técnica do CONASS, a entidade marcou presença no evento para apoio no diálogo entre COSEMS/SP e SES/SP da estratégia de retomada da discussão do PRI. “O trabalho é feito em todo o país, pois 2019 é a ano de planejamento das secretarias estaduais de 2020 a 2023. O intuito é planejar a partir do território porque é onde as pessoas moram e planejamos atender melhor as pessoas” (Acesse aqui a apresentação do CONASS).

Segundo Lourdes, o planejamento deve ser realizado pelas regiões de Saúde, pois desta forma podemos construir as redes de atenção. “Através das regiões de Saúde utilizamos o que os municípios possuem para atender seus próprios usuários e o que existe de excedente para poder atender usuários de outras regiões, a partir da Atenção Primária passando para outros graus de complexidade.

Aparecida Linhares Pimenta, secretária executiva do COSEMS/SP ressaltou os objetivos do PRI: “expressa a responsabilidade dos gestores na pactuação de diretrizes, objetivos, metas e ações e serviços de Saúde. No plano municipal de Saúde deve constar as ações e serviços da região em que o município esteja inserido” (Acesse aqui acesse aqui a apresentação realizada durante o evento).

Ao final do encontro ficou definida a criação de um grupo de trabalho deliberativo, com participação de diretores do COSEMS/SP, secretário adjunto e coordenadores da SES/SP, que atuará junto ao Grupo Técnico para acelerar as pactuações do PRI, assim como a elaboração de um calendário de oficinas regionais que percorrerão o estado.

Categorias

Arquivos

Notícias do site antigo

ACESSE TODAS AS NOTÍCIAS

Tags

Eventos

ACESSE A AGENDA COMPLETA