Em defesa do SUS




CIB não recomenda o uso expandido da Hidroxicloroquina/Cloroquina e Azitromicina em casos leves e moderados da COVID-19

CIB não recomenda o uso expandido da Hidroxicloroquina/Cloroquina e Azitromicina em casos leves e moderados da COVID-19

A Coordenadoria de Planejamento de Saúde, da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, em pactuação com o COSEMS/SP, realizada em reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB-SP), dia 02 de junho, recomenda que o uso de Hidroxicloroquina/Cloroquina e Azitromicina não seja expandido para casos leves e moderados em acompanhamento ambulatorial. O documento foi publicado por meio da Deliberação CIB nº 45,  de 05 de junho de 2020 (clique no link – E_DL-CIB-45_050620).

A Deliberação ainda recomenda  que o uso em casos graves sob regime hospitalar não seja de rotina, exceto condicionado a estudos clínicos e uso off label compassivo, segundo critério médico e consentimento do paciente, ainda que as evidências sugiram mais risco que benefício.

O documento levou em conta diversas questões, como bases legais, evidências científicas, posicionamento do Conselho Federal de Medicina (CFM), de farmacovigilância  e de acesso a exames complementares para pacientes com
casos leves e moderados.

Categorias

Arquivos

Notícias do site antigo

ACESSE TODAS AS NOTÍCIAS

Tags

Eventos

ACESSE A AGENDA COMPLETA