Em defesa do SUS




Gestores de Saúde paulistas se surpreendem com os custos para aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) para enfrentar a pandemia do COVID-19

Gestores de Saúde paulistas se surpreendem com os custos para aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) para enfrentar a pandemia do COVID-19

O início da pandemia do Novo Coronavírus (COVID-19) alterou o cenário da assistência em Saúde em todo o mundo, tanto no âmbito do setor público, quanto no privado. Com a pandemia houve aumento significativo na demanda pela compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) para os profissionais de saúde. O referido aumento da procura provocou desabastecimento e alta nos dos valores para aquisição de máscaras, luvas, aventais, dentre outros. Os gestores do Sistema Único de Saúde (SUS), particularmente os responsáveis pela gestão municipal das unidades básicas e serviços de pronto atendimento, que são a principal porta de entrada dos pacientes com síndrome gripal, vem enfrentando dificuldades para aquisição de EPI.

O atual cenário exige que as autoridades tomem todas as medidas para proteger os profissionais de saúde que são a verdadeira proteção da sociedade na identificação e condução correta de um quadro do Novo Coronavírus. Não é aceitável que num momento dramático como esse a questão do lucro se sobreponha ao valor da vida. Há relatos de preços praticados de até 1.200 % acima do usual.

O Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo (COSEMS/SP) apela para que todos os atores envolvidos possam dar sua contribuição para enfrentarmos esse inimigo invisível e poderoso que é o Novo Coronavirus. O momento é de empenho e cooperação dos entes federados (municípios, estados e União), e esse setor do mercado não pode assumir posições predatórias e contra os interesses coletivos. O momento é de colaboração e solidariedade, e a mídia pode contribuir para convocar este setor privado para a luta contra a pandemia para a prática de preços razoáveis, aumento de produção, e fazer seu papel frente à pandemia que atinge a todos.

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo (SES/SP) está em estudos para uma compra centralizada do que há hoje disponível no mercado e contribuir com os municípios por meio de distribuição logística via seus escritórios regionais. Essa será uma ação estratégica que muito irá contribuir com as gestões municipais, com os trabalhadores e com a população.

Categorias

Arquivos

Notícias do site antigo

ACESSE TODAS AS NOTÍCIAS

Tags

Eventos

ACESSE A AGENDA COMPLETA