Em defesa do SUS




Guia para certificação da eliminação vertical do HIV

Guia para certificação da eliminação vertical do HIV
Desde 2010, os países da América Latina e do Caribe têm trabalhado para eliminar a transmissão do HIV e a sífilis de mãe para filho como problemas de saúde pública, através da Estratégia e Plano de Ação para a Eliminação da Transmissão Mãe-Criança (CEMT) do HIV e Sífilis Congênita, com coordenação da Organização Pan-americana de Saúde (OPAS). Desde então, os países conseguiram reduzir as novas infecções em crianças em 55%, de 4.700 para 2.100 entre 2010 e 2015, impedindo que cerca de 28.000 crianças estejam infectadas com o HIV.

Municípios com mais de 100.000 habitantes, 79 no estado de São Paulo, poderão ganhar uma certificação caso atinjam as metas estabelecidas pelo programa. Confira abaixo:

A OPAS trabalha em conjunto com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e outros parceiros para promover uma abordagem abrangente e integrada para a prevenção da transmissão vertical do HIV e da sífilis.
 
No Brasil, a estratégia visa fortalecer a gestão e a rede de atenção do SUS, aprimorando ações de prevenção, diagnóstico, assistência e tratamento das gestantes, parcerias sexuais e crianças, qualificando a vigilância epidemiológica e os sistemas de informação, monitoramento e avaliação contínua das políticas públicas voltadas à eliminação da TV do HIV.
Acesse aqui o guia e veja como se dá o processo de certificação.
Fonte: OPAS

Categorias

Arquivos

Notícias do site antigo

ACESSE TODAS AS NOTÍCIAS

Tags

Eventos

ACESSE A AGENDA COMPLETA