Em defesa do SUS




Municípios podem fazer exame RT-PCR para sintomáticos respiratórios atendidos nas UBS, UPA/PS/PA, Centro de Atendimento COVID ou em outros serviços ambulatoriais

Municípios podem fazer exame RT-PCR para sintomáticos respiratórios atendidos nas UBS, UPA/PS/PA, Centro de Atendimento COVID ou em outros serviços ambulatoriais

Os Município estão autorizados a colher RT-PCR de usuários com síndrome gripal atendidos na Rede de Serviços de Saúde, com prioridade para grupos de risco e atividades profissionais específicas, e encaminhar as amostras para o Instituto Adolfo Lutz/IAL Regional.

Essa ampliação está sendo possível graças ao aumento da capacidade da Rede de Laboratórios do IAL da SES
A ampliação da testagem por meio do RT-PCR para Síndrome Gripal é fundamental nesse cenário epidemiológico dos municípios paulistas, que se caracteriza por aumento do número de casos de COVID 19 e aumento do número de óbitos.

A recomendação da OMS a todos os países é para ampliar a testagem, e nos casos confirmados indicar medidas de quarentena dos pacientes com sintomas leves e moderados, e garantir o monitoramento pelas equipes de saúde.
Além disso, as informações epidemiológicas referentes à confirmação de casos de COVID através do RT-PCR possibilitará aos gestores municipais ter mais subsídios para avaliar as recomendações de flexibilização das medidas de isolamento social no seu município e região.

Após aproximadamente 70 dias de medidas de isolamento social, o Governo de Estado apresentou a proposta de flexibilização do isolamento social no PLANO SÃO PAULO, que utiliza como critério de avalição das regiões prioritariamente a capacidade do sistema de saúde de internar e cuidar dos casos graves, garantindo leitos hospitalares e de UTI para Síndrome Respiratória Aguda Grave/SRAG.

As experiências internacionais, bem como o conhecimento científico acumulado sobre a pandemia de coronavirus, indicam que a única maneira de reduzir o número de infectados é o isolamento social; e a recomendação dos especialistas do mundo todo é, em condições de maior transmissão da doença, o chamado “lockdow”, com fechamento radical de praticamente todas as atividades econômicas e proibição da circulação das pessoas nas cidades.

Neste sentido, as medidas de flexibilização do Plano São Paulo baseadas na capacidade de internar casos graves em leitos hospitalares e de UTI causam grande preocupação aos especialistas em saúde pública e epidemiologia, aos gestores e profissionais de saúde.

Nesse momento a ampliação da testagem com RT-PCR e Teste Rápido é uma estratégia fundamental para apoiar os gestores na avaliação da situação da pandemia no seu município, com objetivo de tomar as medidas mais adequadas para controle da pandemia, incluindo diálogo com o Prefeito e com a comunidade sobre o grau de isolamento social mais indicado.

Categorias

Arquivos

Notícias do site antigo

ACESSE TODAS AS NOTÍCIAS

Tags

Eventos

ACESSE A AGENDA COMPLETA